Notícias

Caso JK: ex-motorista de ônibus fala à Comissão da Verdade

Uma das principais testemunhas do acidente que matou o ex-presidente Juscelino Kubitschek, o ex-motorista Josias Nunes de Oliveira prestou depoimento à Comissão da Verdade da Câmara Municipal nesta terça-feira, 14.

Segundo ele, dias após o acidente, dois homens foram até sua casa se apresentando como repórteres e lhe ofereceram uma alta quantia em dinheiro para que assumisse a culpa pela morte de JK. “Eles disseram que iriam me bater caso eu não aceitasse. Não concordei e nunca mais me procuraram”.

Em 22 de agosto de 1976, Oliveira dirigia um ônibus de viagem na rodovia Presidente Dutra, sentido Rio de Janeiro, quando o carro onde estava Kubitscheck atravessou sua frente e foi parar na pista contrária, batendo em um caminhão. “Eu estava na faixa da esquerda, e o carro de JK na da direita, em uma velocidade um pouco maior. Tinha uma curva leve para a direita, e o motorista do Juscelino continuou em linha reta. Como a Dutra não tinha guardrail, o carro atravessou sem o menor problema”, afirmou.

“Não o reconheci”

No relato, Oliveira disse que após o acidente parou seu ônibus e se aproximou do veículo do ex-presidente para prestar socorro. “JK não morreu logo depois da batida, ele chegou a mexer os olhos. Não o reconheci logo de primeira. Só descobri quando vi uns documentos que caíram de uma pasta”.

Anos após o ocorrido, o ex-motorista, hoje morador de um asilo em Indaiatuba (SP), chegou a ser processado como responsável pelo acidente. Foi inocentado em julgamento. Mesmo assim, foi categórico ao dizer que sua vida “piorou bastante”. “O mundo inteiro me acusou de criminoso”, concluiu.

Ao final da reunião, o vereador Calvo sugeriu a Oliveira elaborar um desenho da cena do acidente, assim como fez o passageiro do ônibus Paulo Óliver, ouvido pela comissão no dia 13 de agosto. Dessa forma, será possível encaminhar o material para análise de peritos.

Também integrante da Comissão da Verdade, Mario Covas Neto não esteve presente na ocasião pois viajou a Brasília para um ato público em homenagem 25 anos da Constituição.

Conheça nosso mandato mais de perto

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *