São Paulo, 11 de outubro de 2017

São Paulo avança no combate à fome

Recentemente o prefeito João Doria sancionou o projeto de lei que institui e estabelece diretrizes para a Política Municipal de Erradicação da Fome e de Promoção da Função Social dos Alimentos no município. O documento tem autoria do vereador Gilberto Natalini e a mim como um dos demais proponentes.

Na prática, a medida institui a política de promoção da função social dos alimentos, cumprida quando todos os processos pelos quais passam um alimento tenham como resultado o consumo humano de forma justa, evitando desperdícios.

Motivou a criação deste dados que apontam que 11,6%  dos moradores do estado de São Paulo sofrem da chamada insegurança alimentar. No Brasil, esse índice sobe para 13,2% da população, o equivalente a 26 milhões de pessoas. Paralelo a isso, o desperdício da produção agrícola brasileira é da ordem de 64%. Ou seja, o desperdício de alimentos no país é atroz enquanto a fome é uma realidade absolutamente presente.

Na luta de combate à fome, a prefeitura fechou também uma parceria com a plataforma Sinergia. Esta prevê a destinação de todos os tipos de alimentos de boa qualidade e dentro do vencimento para a produção de um granulado nutritivo a ser entregue às populações que enfrentam carências nutricionais no município.

Chamado Allimento, o farelo está pronto para o consumo seguro e pode ser balanceado para atender às diferentes demandas nutricionais. De fácil aplicação, ele pode ser adicionado às refeições e usado na fabricação de outros alimentos, como pães, bolos e sopas.

Conforme previsto na proposta, caberá à Sinergia realizar palestras para a conscientização e viabilização de novas parcerias, provando que o desperdício dos alimentos pode ser revertido com a utilização de tecnologias apropriadas.

Inicialmente, será feito um estudo para definir quais serão os primeiros locais que receberão o farelo, mas a ideia é que a distribuição seja feita às população em condições de insegurança alimentar, como as atendidas pelos equipamentos sociais da prefeitura. O Allimento também será um dos itens disponibilizados nas cestas básicas distribuídas pelos Centros de Referência de Assistência (CRAS).

Em tempo: qualquer pessoa, empresa ou órgão público pode se tornar um doador de alimentos para ajudar na produção do farelo. As ofertas devem ser feitas no Banco de Alimentos da Cidade de São Paulo, localizado na rua Sobral Junior, 264, na Vila Maria.

Tags: , ,

[manual_related_posts]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *