São Paulo, 10 de outubro de 2017

No Facebook, Covas fala de projetos aprovados e rachas no PSDB

O vereador Mario Covas Neto realizou nesta segunda-feira, 9, mais uma transmissão ao vivo no Facebook.

Entre os tópicos abordados na conversa com os internautas, Covas comentou a respeito da pesquisa Datafolha divulgada no domingo, 8, a respeito da avaliação da gestão João Doria à frente da prefeitura.

Segundo Covas, a tendência de queda da aprovação e aumento da percepção negativa sobre a administração municipal é justificável, uma vez que a expectativa da população sobre o governo é alta. “O primeiro ano de uma gestão é de ajustes. O segundo é dedicado ao planejamento e o terceiro e o quarto são voltados à execução”. E completou: “há que se ter um pouco de paciência”.

O vereador também rebate as críticas feitas às viagens feitas pelo prefeito, mas sublinha que o próprio precisa deixar mais claro que estas não são em seu benefício, tampouco têm cunho eleitoral. “Doria nunca se coloca como candidato e faz muitos elogios ao governador Geraldo Alckmin, são as pessoas que o tratam como presenciável”.

Doria x Goldman

As brigas internas do PSDB, inclusive, também foram pauta da transmissão. Na visão de Mario Covas Neto, alguns desses desentendimentos acontecem pelo fato do partido “não ter um dono”. “Se não for assim, um manda e todos obedecem”, afirma. O próprio parlamentar lembrou de sua declaração sobre a necessidade do senador Aécio Neves se afastar da presidência do PSDB e destacou que seu posicionamento foi público por não ter encontrado outra forma de fazê-lo.

Já a discussão entre o ex-governador Alberto Goldman e o prefeito João Doria é classificada como “muito ruim” pelo vereador. “O Goldman desde as prévias tornou público de um jeito hostil seu posicionamento sobre o Doria. Agora, este que sempre mostrou respeito, mudou o tom”. Em sua opinião, o cenário Doria x Goldman “não é bom para alguém que tem pretensões políticas futuras”.

O tucano diz ainda que espera que o prefeito ‘reconsidere sua postura’ e ‘vire a página’.

Fundo Municipal do Idoso

Na conversa, Covas destacou entre as ações positivas da prefeitura a regulamentação do Fundo Municipal do Idoso, aguardada há cinco anos. Isso permitirá que o município receba dinheiro para a execução de políticas públicas para idosos. “Em 2030 teremos mais pessoas da terceira idade do que jovens na cidade. O Poder Público precisa se preparar para isso, caso contrário teremos um colapso no sistema de saúde”, lembrou.

Ao longo de todo seu primeiro mandato, o vereador fez diversas cobranças à gestão do PT para que regulamentasse o Fundo. Em 2015, chegou até a entrar com uma representação no Ministério Público questionando o então prefeito pela demora na iniciativa.

Projetos aprovados

Também receberam destaque os projetos de lei de autoria (ou coautoria) do vereador. O primeiro, que institui o programa Casa Paulistana, visa ajudar os servidores municipais, ativos e aposentados, na compra da casa própria, e foi aprovado pela Câmara Municipal em segunda votação. Agora, segue para análise do prefeito João Doria.

O segundo, intitulado Alimento para Todos, já sancionado pela prefeitura, pretende combater o desperdício de alimentos e prevê, por meio de uma parceria entre a prefeitura e a plataforma Sinergia, a produção do ‘allimento’. Trata-se de um granulado nutritivo a ser entregue às populações que enfrentam carências nutricionais no município. De autoria do vereador Gilberto Natalini e coautoria de Covas e outros quatro vereadores, a medida foi anunciada no fim de semana pelo prefeito em solenidade .

Tags: ,

[manual_related_posts]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *