Resguardo aos direitos do trabalhador

Em São Paulo, mais de 19 mil motoristas, cobradores e fiscais de linhas das cooperativas de ônibus e micro-ônibus trabalham sem o devido registro em carteira.

Com o objetivo principal de proteger o profissional, resguardando seus direitos trabalhistas, Covas é autor de um projeto que penaliza empresas que terceirizem a contratação de seus funcionários ou as façam em situações ainda mais degradantes.

Status: o projeto foi aprovado em 1ª votação na Câmara Municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *