Alteração na lei do rodízio

Um dos projetos de Mario Covas Neto com maior aceitação por parte dos moradores de São Paulo foi este, que determinava a aplicação de uma advertência por escrito, livre de cobranças financeiras, para motoristas que desobedeceram o rodízio municipal. A norma, entretanto, só seria válida para os não reincidentes da infração nos 12 meses anteriores.

Ao criar o documento vetado pela atual gestão, o vereador teve a intenção de minimizar os efeitos nocivos do trânsito da cidade aos bons condutores, afinal não raramente um motorista é penalizado por situações que lhe fogem ao controle e lhe impedem de chegar ao seu destino antes do começo do rodízio.

Status: o projeto foi vetado pelo prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *