São Paulo, 24 de fevereiro de 2017

O lixo e o amor por São Paulo

Programa Cidade Linda conscientiza cidadãos e quantidade de lixo recolhido das ruas diminui

Um levantamento feito pelo Siscor (Sistema de Controle de Resíduos Sólidos Urbanos) divulgado nos últimos dias apontou que a quantidade de lixo varrido das ruas e recolhidos das lixeiras em janeiro foi 3,4% menor em relação ao mesmo período do ano passado.

Enquanto no primeiro mês de 2016 foram captadas 8 mil toneladas, no mês passado o número foi de 7,7 toneladas.

Tal cenário aponta que a postura da atual gestão, com o prefeito promovendo o programa Cidade Linda em diversos bairros por meio de ações como limpeza de vias e córregos, jardinagem, cobertura de muros pichados, entre outros, já gera efeito sobre a população.

Na própria página do prefeito no Facebook é possível ver uma série de vídeos enviados por cidadãos divulgando iniciativas de cuidados com suas ruas e bairros. Em um deles, vê-se um rapaz retirando ervas daninhas de uma calçada. Em outro, uma ciclista incentiva as pessoas arrancarem dos postes papéis colados com propagandas irregulares.

Também é curioso notar tal comportamento se espalhando por moradores de outras cidades. É fato: quando o exemplo é bom e gera resultados, sua disseminação é natural e agrega cada vez mais adeptos.

Uma experiência chamada teoria das janelas partidas, realizada pela Universidade de Stanford, nos EUA, comprovou que quando um local exibe sinais de deterioração e ninguém toma uma atitude para reverter o quadro, ali passam a acontecer delitos e vandalismos.

O exemplo se aplica perfeitamente a São Paulo. A absoluta falta de cuidado da antiga gestão com a limpeza da cidade criou uma bola de neve e a quantidade de pontos de descarte irregular de lixo passava de 3.700 no primeiro trimestre do ano passado. Cresceram também as reclamações recebidas pela Ouvidoria do município sobre limpeza pública. As queixas passaram de 407, em 2012, para 777, em 2015.

Em pouco mais de um mês de gestão do PSDB, o trabalho em prol da mudança de postura já dá frutos, sendo um dos principais a recuperação do respeito do morador de São Paulo pelo local onde vive.

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *