Opinião

Tarifa do madrugador: benefício ao cidadão e ao transporte

Infelizmente, o procedimento do Legislativo por vezes atrasa mais do que gostaríamos o andamento dos projetos de lei apresentados na Câmara Municipal. É o caso, por exemplo da proposta de minha autoria que prevê a implantação da tarifa do madrugador nos ônibus municipais.

Protocolado em abril do ano passado, só agora ele chegou à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), na qual foi aprovado e, portanto, liberado para discussão nas demais comissões da Casa, antes de entrar na pauta para votação em plenário.

O projeto não visa reinventar a roda, pelo contrário, propõe a universalização de um benefício já concedido pela CPTM e pelo Metrô. Segundo a proposta, passageiros que utilizarem os ônibus entre as 4h e 6h nos dias de semana e aos sábados pagarão uma tarifa mais barata, com desconto determinado pela prefeitura – podendo chegar até a 67% do valor da tarifa normal.

A intenção, ao oferecer esse abatimento, é incentivar o embarque em horário alternativo e desafogar os ônibus em horário de pico. Há também o benefício aos cidadãos que moram longe de seu destino ou estão dispostos a chegar mais cedo no trabalho para fazer economia.

Não há data para que o projeto da tarifa do madrugador seja votado em plenário, mas caso você esteja de acordo com ele, entre em contato com seu vereador e peça o apoio dele à medida. Isso é fundamental para ajudar em sua implantação.

Conheça nosso mandato mais de perto

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *