São Paulo, 1 de novembro de 2017

Tarifa do madrugador: benefício ao usuário e aos ônibus

Projeto do vereador Covas já foi aprovado pela CCJ da Câmara, mas não tem data para ser votado em plenário

Modalidade clássica no Metrô e na CPTM, a tarifa do madrugador é oferecida aos usuários de tais transportes entre as 4h e as 6h. Nela, um desconto é oferecido sobre o valor normal cobrado – R$ 3,80 – normalmente.

Universalizar essa prática e aplicar a tarifa do madrugador nos ônibus de São Paulo é minha intenção com o projeto de lei que protocolei no ano passado.

Aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal, a proposta visa aplicar o benefício de segunda a sábado com desconto determinado pela prefeitura – podendo chegar até a 67% do valor habitual.

A intenção, ao oferecer esse abatimento, é incentivar o embarque em horário alternativo e desafogar os ônibus em horário de pico. Há também o benefício aos cidadãos que moram longe de seu destino ou estão dispostos a chegar mais cedo no trabalho para fazer economia.

Não há data para que o projeto da tarifa do madrugador nos ônibus seja votado em plenário, mas caso você esteja de acordo com ele, entre em contato com seu vereador e peça o apoio dele à medida. Isso é fundamental para ajudar em sua implantação.

Outro projeto do vereador também voltado ao transporte municipal e que mira a economia do cidadão é o do bilhete do desempregado. Em tramitação na Câmara Municipal, ele prevê 90 dias de ônibus grátis aos cidadãos desempregados que permaneceram ao menos seis meses no último emprego com carteira assinada e não foram demitidos por justa causa.

Esta é uma forma de minimizar os danos causados às pessoas sem atividade regular remunerada e um incentivo para que façam cursos de aperfeiçoamento ou compareçam a entrevistas de emprego sem se preocuparem com o preço da tarifa do ônibus.

Hoje, São Paulo tem uma taxa de desemprego de 18,6%, segundo o Dieese. Por isso, é dever do homem público ser sensível a esse problema e não deixar milhares de homens e mulheres à mercê da própria sorte nesse momento. Tal qual a tarifa do madrugador, o bilhete do desempregado também é oferecido pelo Metrô e pela CPTM.

Tags: ,

[manual_related_posts]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *