São Paulo, 12 de maio de 2017

Vem, Virada!

Mudanças no evento são bem-vindas e têm como função aprimorá-lo, diz Covas

A próxima edição da Virada Cultural, a primeira da atual administração municipal, acontece nos próximos dias 20 e 21.

Para reforçar a segurança dos frequentadores e oferecer boas atrações a todas as regiões da cidade, a prefeitura optou por uma descentralização do evento.

Isso não significa desprestigiar a região central, pelo contrário. Em relação ao ano passado, o número de pontos com atrações subiu de 17 para 30, com diferença apenas no tamanho dos palcos, que cedem lugar aos tablados. Mais: além da música, quem passar por ali poderá assistir apresentações de teatro, dança e circo.

Os grandes shows foram remanejados para outros pontos – Parque do Carmo, praça do Campo Limpo, Chácara do Jockey, autódromo de Interlagos e sambódromo do Anhembi – a fim de oferecer um espaço mais apropriado para acomodar o público e evitar episódios de violência.

Tais ações remetem à primeira edição da Virada, realizada em 2005, mais espalhada e já um sucesso de público. Também vale sublinhar que o evento deve ter um peso importante na periferia, garantindo a seus moradores experiências culturais variadas e geralmente mais comuns em regiões afastadas de suas casas. Me lembro de ler em anos anteriores pessoas relatarem não ter dinheiro para custear o transporte público de toda a família para assistir a um show no centro.

Nesta edição, a Secretaria de Cultura oferecerá ainda circuitos que guiarão os participantes da Virada pelos palcos. Dessa forma, quem estiver no evento pode optar em seguir um roteiro proposto pela prefeitura ou, claro, montar o seu próprio.

As mudanças são bem-vindas e têm como função aprimorar a realização da Virada Cultural, aproximar o munícipe da cidade onde mora e lhe garantir uma diversão de qualidade.

Que venha a Virada!

Tags: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *